quarta-feira, 10 de maio de 2017

As primeiras escamas do CAROLAS

Boas pessoal.

No passado domingo de manhã lembrei-me de ir ver as condições para ver se era possivel ir fazer uma pesca e quando me deparei com um dia praticamente sem vento e com uma maré grandita com a vazia logo perto da hora que costumo entrar na agua comecei logo a pensar se não seria altura de ir ver se as minhas amigas de bandelete já tinham chegado ao quintal...

Posto isto, depois de sair do trabalho às 22 foi só preparar meia dúzia de coisas e estava pronto para arrancar logo pela manhã direito a Setubal.

Teoricamente ainda é um pouco cedo para elas mas as temperaturas da agua nos ultimos tempos batiam certo com alguns registos que tinha de anos anteriores mas em meses diferentes e fui assim com a ideia de entrar na agua, tentar meia duzia de chocos ali pela mitrena, ir apanhar isco para as meninas e depois procurar por elas...

Posto isto antes de ir apanhar o isco ja tinha meia duzia de chocos no balde e depois de ir ao cabeço la fui fundear no quintal.

Sendo esta pesca uma pesca de paciencia e muita espera estive com as canas de molho cerca de uma hora sem toques de jeito até que começaram a aparecer lingueirões partidos o que é logo sinal que elas la estavam.

Passado um pouco ferrei a primeira e esta foi posta a seco

 Como de costume quando aparecem os toques costumam ser de um cardume que vem a passar e durante 20 minutos foi uma constante de batidas mas so consegui cobrar mais uma um bocado maior que a primeira tendo mais 4 fugido depois de ferradas😣

 Depois de passar esta onda a coisa acalmou sendo que ja so tinha toques isolados e depois de trocar de spot ainda tive mais toques mas com o vento que havia tornava mais dificil a pesca tendo as douradas ficado por aí.

Sendo um dia de testes experimentei tambem umas amostras afundantes ao trolling a ver se encontrava algum robalo ou baila mas ainda não atinei bem com a velocidade que é necessaria aplicar no barco....

Depois continuei aos chocos tendo acabado o dia com 15 chocos e duas douradas dando assim o inicio à epoca de pesca que mais gosto

Resultado final:

Para a pesca às douradas o material utilizado foi:

Cana Barros Stout de 3 metros e uma shimano de spinning de 1,80m.(não é habitual pescar com estas canas às douradas mas como neste dia fui testar o trolling foi o que se arranjou)
Carretos:2 banax SI 1300 DXB com multifilar 0,25mm
Estralhos de fluorcarbono 0,40 da carpelan com uma braça de comprido
Anzois 3/0 Super X da Sasame montados em tandem

Nas próximas marés grandes la voltarei para tentar por mais escama no CAROLAS😜

Cumps

domingo, 9 de abril de 2017

Adaptação de controlos Motor Jonhson 25hp

Boas pessoal.

Como prometido hoje venho aqui explicar como fiz a adaptação do sistema de direcção e de comando para o meu motor pois o mesmo só funcionava com punho e sinceramente nunca me dei muito bem com aquilo.

Felizmente tive a sorte de apanhar um sistema completo antigo já feito para barcos pneumáticos e este conjunto era constituído por volante+cabo de direcção+cabos de comando+comando de marcha e alguns suportes sendo que destes so 1 foi utilizado.



O sistema estava em estado rasoavel sendo que apenas um dos cabos de comando é que não mexia pois estava ligeiramente empenado, mas depois de umas marteladas lá foi ao sitio.
Feito isto fiz a lubrificação de todos os cabos e da parte interior do manipulo da marcha e comecei a pensar como iria montar aquilo tudo de modo a que o sistema funciona-se.

Após alguma pesquisa na internet consegui ter mais ou menos uma ideia de como seriam os sistemas de venda existentes para estes motores e tendo isto consegui começar a projectar algo que pudesse ser feito em casa tendo produzido algumas peças para que isto funciona-se sendo elas:

Suportes para os cabos de comando feitos com barra de inox que foram dobrados no torno e seguidamente perfurados de modo a ficar com 2 furos agarrados sendo o maior da medida exterior do cabo e o mais pequeno da medida mais estreita do cabo fazendo assim com que fosse possível fixar o mesmo:



Estas peças foram fixadas nos locais onde seriam colocados os sistemas de compra.
A ideia inicial seria colocar o cabo do acelerador directamente no carburador mas não funcionou pois nestes motores quando rodamos o punho existe um adiantamento da parte eléctrica controlando a ignição da vela e portando quando aceleramos só no carburador o motor começa a falhar e não anda.
A solução foi abrir o punho de modo a retirar a mola existente dentro do mesmo e que funciona como uma espécie de cruise control tirando assim o atrito do punho sendo possível rodar o mesmo com o cabo.
Nestas peças foram também abertos furos roscados para receber os parafusos dos fixadores dos cabos.
Esses fixadores servem para que o cabo não consiga sair do furo mais pequeno para o maior deixando assim o cabo solto e se produzir efeito no acelerador e alavanca de marcha.



 O parafuso que aparece na foto serve para fixar o cabo de direcção ao motor sendo assim possível sem ferramentas retirar esta conexão podendo assim controlar o motor através do punho quando der jeito(por ex a encostar a costa em determinadas situações)

Para fixar o cabo de direcção foi também necessário produzir um suporte pois fixando directamente o cabo de direcção ao motor não era possível levantar o mesmo em zonas rasas pois o cabo batia no painel



Feitos os suportes chegou a altura de arranjar maneira de ligar os cabos ao motor e por tudo a funcionar.
Para a alavanca da marcha foi trabalhado um parafuso de modo a ficar com uma "cabeça" onde fosse possível colocar o cabo encaixado,esse parafuso foi trabalhado com o auxilio de um berbequim e rectificadora, e no caso do acelerador tive de desbastar uma peça do mecanismo do punho com uma dremel de modo a poder encaixar também o cabo

Seguem umas fotos dos cabos utilizados e das peças onde encaixam:




Ficando tudo isto a funcionar passei à colocação temporária do volante e caixa de comandos no barco pois o objectivo no futuro será a colocação de uma consola onde tudo isto será acoplado.

O volante foi fixo utilizando um dos suportes que vinha no conjunto que comprei juntamente com tubo de PVC e alguns acessórios.
O resultado é uma coisa meio tosca mas que até à data tem resultado bem e que tem a vantagem de se poder desencaixar quando necessário.
A caixa de comandos foi fixa à lona do barco onde passam os cabos ficando forte QB para o manuseamento:




E até À data todo o sistema funciona sem problemas tendo ficado com um custo final de 50€ pois foi o que dei pelo conjunto usado.
O resto das coisas foram todas feitas com material existente cá em casa.

O objectivo era um sistema fácil de montar e desmontar pois não gosto de deixar o motor a fazem peso no painel de popa quando estou muito tempo sem ir ao mar e com isto monto e desmonto os controlos em poucos minutos.
Tenho também a possibilidade de facilmente utilizar o motor tanto com o punho como com o volante pois basta retirar o parafuso da direcção e o motor fica livre.

Segue um vídeo que fiz a mostrar o quão fácil está este sistema de montar:

Peço desculpa pelo texto longo mas tentei explicar da melhor forma como fiz o processo.

Alguma duvida que surja é só perguntarem.

Quanto a pescas até à data ainda só tenho investido em força nos chocos de modo aproveitar a época deles tendo sido a melhor pesca até agora de 8kg com um total de 40 exemplares.

Também já fui experimentar a pesca a estes fora da barra e correu bastante bem mesmo tendo apanhado o mar um bocado trapalhão na entrada da barra tendo junto uma maré grande com vento mas mesmo assim o barco portou-se às 1000 maravilhas e aguentou-se à bomboca.

À duas semanas estive também a pescar fundeado perto da zona da mitrena para ver se andava por la alguma coisa interessante mas apenas tirei uma raia jeitosa com choco às tiras iscado.No lingueirão não houve actividade.

Seguem algumas fotos das pescas e dos resultados.





Espero que tenham gostado.

Venham daí essas opiniões e criticas.

Boas proas

PS:atenção às pressões dos vossos barcos com o tempo quente que aí vem.Na ultima pesca deixei o meu muito cheio e abriu uma colagem depois de estar ao sol😜






terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Video teste direcção

Boas pessoal.

Tenho andado um bocado apertado de tempo para fazer o tutorial de adaptação do sistema de controlo que adaptei para o motor do barco mas espero durante a proxima semana já conseguir fazer o mesmo.

Entretanto hoje andava aqui a ver os videos que estavam no cartão de memoria da maquina e encontrei um do dia em que fui à pesca com a minha irmã onde se pode ver a direcção já a funcionar mas ainda com acelerador no punho.

Fica então o mesmo de seguida e numa próxima entrada vou tentar fazer o tutorial em pormenor com as peças e adaptações que foram feitas para o sistema funcionar


Entretanto já foram feitas mais algumas pescas sendo que tenho andado sempre dentro do rio pois ainda não apanhei um dia com previsões de tempo com que me sinta à vontade para ir até fora da barra mas neste momento o barco está completamente funcional e já apanhei algumas condições adversas para ver como se ele se porta na agua por isso penso que seja para breve essa experiência.

Nestas pescas já começaram a surgir melhores resultados. Tenho andado a experimentar varias zonas de modo a começar a conhecer os fundos e tentar tirar conclusões relativamente a quais as zonas e com que condições se vai conseguindo melhores resultados sendo que em forma de resumo os resultados foram:

1º saída - 5 chocos

2º saída - 8 chocos
                3 polvos

3ºsaída -  8 chocos
                1 polvo

4ºsaída - 10 chocos sendo que nesta apareceram alguns chocos dos grandes

5ºsaída - 10 chocos
               4 polvos, neste dia 2 deles acima dos 3kg e 1 acima dos 2 tendo sido apanhados no mesmo sitio onde apareceram os grandes nos outros dias o que já leva aquele sitio a ser um ponto de passagem obrigatória quando reunidas as condições para eles😉

Seguem estão algumas fotos dessas capturas







Entretanto também está a começar a ser construída uma consola para montagem do volante e controlos e arranjar mais espaço de arrumação.
Segue uma foto do inicio da construção do molde
A pensar na nova consola e no tipo de pesca para o qual pretendo o barco(fundeada) foi também feita uma nos disposição de algumas coisas no casco para aproveitar melhor o espaço disponível.
Mais para a frente colocarei aqui todas essas modificações e as ideias que levaram à execução das mesmas.

Cumprimentos😉


quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Colocação de patchs\remendos

Boas pessoal.

Isto tem andado um pouco parado pois tem sido altura de bricolagens e pescas têm sido poucas mas hoje segue aqui um pequeno tutorial de como reparar furos ou rasgos num barco pneumatico através da colocação de um Patch ou remendo que no caso do meu barco é de PVC.
Em barcos de Hypalon o processo é o mesmo sendo que as colas são diferentes pois cada uma funciona para um material especifico.

Como havia referido na publicação anterior, durante a saída de estreia o CAROLAS meteu água e quando cheguei a casa desmontei os acessórios e o estrado do barco de maneira a virar o mesmo para verificar de onde vinha a mesma e não foi difícil de chegar lá:


Estes buracos foram feitos pelos parafusos que seguram as tábuas do atrelado.Por ingenuidade minha utilizei uns parafusos tipo frances mas em vez de serem de cabeça lisa tinham uma fenda que eu pensava que não ia afetar o fundo do barco mas afinal fizeram um grande estrado de um dos lados e do outro ia pelo mesmo caminho.Os mesmos foram posteriormente tapados com alcatifa para que isto não volte a acontecer.

Encontrado o problema está na hora de fazer a reparação.Para isto precisaremos de algum material:

-tela de PVC para fazer os remendos
-cola de 2 componentes para fazer a colagem dos remendos ao barco
-tesoura
-lixa fina
-solvente para PVC(vulgo MEK) ou diluente celuloso que também da para limpar a superfície a colar
-Papel absorvente para limpar as superfícies e excessos de cola
-Pincel
-fita de pintos
-caneta

O primeiro passo é marcar a zona em volta do furo onde querem que o patch fique colado,convem deixar alguma folga após a zona danificada para que o patch possa aderir bem e não voltar a ter problemas.

Depois de marcada essa zona cortar o patch à medida da marca que fizeram


Depois de ter tudo marcado lixar a zona onde vai ser colado o patch.A lixa tem de ser fina pois apenas queremos tirar o "vidrado" do PVC de modo a que a cola possa agarrar melhor no material.Não é preciso lixar em demasia.


Após lixar toda a zona têm de limpar a mesma com o solvente para retirar todas as gorduras e deixar a tela macia.Se esta limpeza for feita com MEK vão notar que o PVC fica pegajoso e assim a cola agarra melhor do que sem a utilização do solvente.
Este só deve ser aplicado na zona a colar e convem isolar essa zona com fita de pintor antes de limpar pois assim evitamos que o mesmo chegue á zona envolvente enfraquecendo a mesma.


Depois de todo este processo e a zona estar seca avançamos para a cola sendo este passo um bocado moroso e no qual se devem respeitar os tempos de secagem da cola e doses de mistura.

Os conjuntos de cola de 2 componentes são constituídos por uma lata de cola e um frasco de secante.Estes têm de ser misturados numa determinada proporção que depende de marca para marca mas quando compramos o material costuma vir nas instruções.
Após fazer a mistura aplicar uma camada uniforme na superfície a colar e no patch.
Esperar cerca de 10 minutos
Se quiserem dar uma segunda demão apliquem e esperem mais 10 minutos.
Depois disso podem aplicar o patch sobre a superficie do barco e precionar o mesmo do centro para os margens de modo a retirar as bolhas de ar que possam estar no meio.

Vão reparar que a cola tem logo bastante força nesta fase inicial mas convém durante algum tempo irem pressionando pois as pontas do remendo têm tendência a levantar de vez em quando,mas se formos pressionando elas vão acabar por ficar bem fixas.

Resultado final



Depois disto é só deixar a cola secar de 24 a 48 horas e ir testar o barco.

No meu caso, visto ser um buraco grande e ter acesso do outro lado do pvc acabei por dar um reforço pela parte de dentro do barco com mais um patch, assim é mais uma garantia que por ali não passa nada.
Visto ter feito cola coloquei mais uns pequenos reforços em 2 ou 3 zonas onde o casco já tinha algumas coçadelas prevenindo assim o aparecimento de alguma infiltração.

Não é um trabalho difícil de fazer desde que feito com pés e cabeça. Convém sempre é ler atentamente as indicações da cola respeitantes aos tempos de cura pois variam de fabricante para fabricante e são a diferença entre uma colagem duradoura ou uma que daqui a pouco tempo começa a saltar.
Em caso de cortes no flutuador o processo é igual.

Aconselho também a leitura de um artigo do amigo Joaquim Malaquias no seu blogue onde mostrar como solucionar pequenas fugas de ar dos flutuadores:

Reparando um furo num barco insuflável

Entretanto o CAROLAS já foi à agua para testes no dia 23 e desta vez contou com uma nova ajudante que foi a minha irmã.



Num dia de muito frio e algum vento da parte da manhã ainda conseguimos dar com uns polvos e ela conseguiu estrear-se com 1 choco.



Para exemplar do dia ficou o polvo que veio dentro de um covo e que foi um castigo para tirar de lá mas que deu um belo petisco para a ceia de natal😜

Este dia serviu tambem para testar o novo sistema de volante do barco sendo que encontrei um problema na parte do acelerador mas que já penso ter resolvido.
Esta sexta foi novamente água testar isso e depois farei um novo tutorial para a malta que quiser adaptar controlos nos barcos com low cost.

Cumprimentos e boas entradas em 2017😉

quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Estreia do CAROLAS

Boas pessoal.

Bem na passada segunda feira fui fazer a estreia do CAROLAS ali pós lados de Setubal e tirando uns pequenos precalços não poderia estar mais satisfeito.

Por falha minha, devido a querer andar a navegar à procura da bicharada, acabei por tirar poucas fotos neste dia...

Seguem então umas fotos do dito:



O barco é um pneumático com fundo em alumínio de 4,30m da marca YAM modelo 430S.
Foi equipado com um motor Johnson de 25cv a 2 tempos e neste momento ja conta com alguns extras tais como uma pequena consola com alguns suportes para canas, enrolador de cabo de ancora, caixa de arrumos, 2 suportes de cana direcionais no painel de popa para facilitar a acção de pesca e também rodas no painel para alguma eventualidade em que o acesso à agua seja mais difícil e seja necessário levar o barco à mão.

Esses acessórios seram mostrados mais para a frente pois alguns são DIY e bastante econômicos pelo que farei descrição da execução dos mesmos para quem quiser saber.

Em relação ao comportamento do barco fiquei bastante satisfeito.Mesmo com alguns problemas de escoamento devido a umas coisas montadas indevidamente e um furo na lona de baixo o barco andou todo o dia na agua sem perder qualquer tipo de estabilidade e sempre a conseguir entrar em planagem mesmo com o casco cheio de agua.

A nivel de velocidades ainda não consegui ir com o motor a rotações muito altas pois quando acelerava o mesmo começava a entrar agua pelo painel de popa devido a um apoio que fiz para suportar o motor na posição "levantada" que fazia com que a agua fosse empurrada para dentro do barco.

Neste momento ele encontra-se desmontado para tratar do furo que teve origem na fixação das tabuas do atrelado.Tenho as mesmas fixas com parafusos de cabeça de tremoço mas 2 deves tinham uma falha na qual eu não reparei e que acabou por desgastar a zona onde havia contacto sendo que agora a solução será substituir os mesmos e colocar uma boa camada de alcatifa por cima para não ter problemas no futuro(com os erros é que se aprende😧)

De resto só tenho a dizer bem da maquina e depois de ter visto aquela agua toda a sair lá de dentro sem que ele me tivesse feito algo de anormal durante todo o dia a nível de navegação fiquei super satisfeito e sinto bastante confiança no bicho pois duvido que um barco em fibra aguentasse toda aquela agua e conseguisse andar como este andou.Quando tirei a tampa da Bueira parecia que tinha aberto uma boca de incêndio😰

Em relação à pesca fomos de manha apanhar canivetes ao cabeço,visto ser um barco com pouco calado encostar ao cabeço foi muito fácil e depois disso fundeamos um pouco a ver se enganávamos algum peixe de escama, o sistema de fundear funcionou às mil maravilhas mantendo o barco no sitio mesmo com corrente forte. Depois disso basicamente andamos a passear pelo Sado sendo que as capturas foram poucas mas entre elas apareceu um ratão bonito que foi libertado, infelizmente não tiramos fotos...

Deu para fazer umas boas milhas às voltas pelo Sado para conhecer os fundos e ter ideia de onde podemos navegar à vontade.Esperemos na próxima ja conseguir dar com mais bicharada😅

Ficam então mais umas fotos do dia:

A actividade era tanta que até deu pa soneca.lol


Espero que tenham gostado. Numa próxima entrada irei por o processo de colocação de um remendo no fundo e fazer a descrição de alguns acessórios e mais para a frente deverá haver mais um tutorial referente a isto:







Não percam os próximos episódios😜